LOCALIZAÇÃO

Av. Nossa Senhora de Copacabana, Nº 540, sala 704 
CEP 22020-0010 - Rio de Janeiro - RJ

 +55 21 96836.2882

secretaria@abcpsicanalise.com.br

CONECTE-SE
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Cinzento Ícone Google+

© 2017 por Associação Brasileira de Candidatos. Criado por Digital Content 

A Psicanálise em formação: clínica, fronteiras e territórios
Ribeirão Preto - SP
SBPRP, SBPSP, GEPCampinas e GPC (Curitiba)
REGIONAL SUDESTE I

Pela primeira vez, desde o início de suas atividades, a Sociedade Brasileira de Psicanálise de Ribeirão Preto – SBPRP, orgulhosamente, sediou um encontro regional da ABC, ocorrido nos dias 9 e 10 de novembro de 2018. A partir do tema A Psicanálise em formação: clínica, fronteiras e territórios, o grupo de candidatos discutiu a formação do psicanalista e a própria ciência da Psicanálise implicada com as vicissitudes da Cultura e a inevitável interface entre elas. Tema essencial por envolver trabalho do psicanalista fora dos domínios do consultório particular e a presença do pensamento psicanalítico em outros âmbitos da sociedade. Foram mais de quarenta inscritos reunidos para um exercício fundamental para a formação pessoal e profissional. A participação do candidato no quarto eixo também teve lugar nas discussões, e sua importância constantemente reiterada. Logo na abertura do evento, com música ao vivo, um clima afetivo permeava os participantes entregues à experiência entre colegas, prenúncio de boas horas juntos em expressiva convivência. Os discursos das presidentes da SBPRP, do Instituto da mesma Sociedade e a presidente da ABC, traziam a honra e a alegria de estamos juntos para uma tarefa tão prazerosa depois de meses de organização da diretoria da ABC, as federadas de Campinas, Curitiba, São Paulo e Ribeirão Preto.

Depois da noite de abertura, um jantar ofereceu a oportunidade para conhecer melhor os colegas que vieram prestigiar o evento. O dia seguinte teve uma programação intensa que se cumpriu até o final da tarde, quando o grupo se reuniu numa galeria de arte, o Instituto Figueiredo Ferraz – IFF, para encerrar o evento com uma atividade artística a fim de contemplar os participantes com um vértice estético do encontro.  A vivência desse evento proporcionou engendramentos de qualidades profissionais e humanas, estreitamento de amizades, expansão da concepção da função do psicanalista na clínica e fora dela. Internamente, o ser psicanalista requer cuidados constantes, uma vez que essa função não está inscrita em nosso inconsciente, bem como apenas os anos de Instituto e seguimento de modelos não fazem um psicanalista. A responsabilidade de cada um dará a dimensão pessoal, particular, do profissional, que ao juntar-se aos colegas trará a dimensão coletiva de nosso interesse comum ao legitimá-la incessantemente no intra e extramuros e, fundamentalmente, dentro de cada um.

Luciano Bonfante 
Conselheiro ABC | Região Sudeste I